Meus motivos de escrever


   
  

  Escrever nunca foi fácil, é um falar diferente, porque na verdade escrever é um método de falar, um falar sem voz, mas que diz tudo, sempre disse o que eu sentia, o que pensava, é um jeito de deixar guardado alguma parte de mim, é permitir que nem tudo em nós seja mortal, é ter a coragem de admitir “sim, eu sinto isso” “sim, eu penso isso” é colocar os pontos fracos no papel, é deixar sair o que tem de mais no peito, é dar voz a todos os seus eus, é ter a coragem de admitir que a folha que você escreveu ficou molhada de lágrimas, e ainda conseguir tirar poesia disso, escrever para mim é isso, pode ser atrás de um papel velho, mas um papel velho onde eu possa ser eu, puramente eu, ser a parte de dentro, aquela que tenta nos dizer coisas que nem sempre queremos ouvir. Aquela que pulsa, luta, persiste. Aquela que carrega a nossa essência. 
  Cada um tem a sua necessidade, a minha é me doar um pouquinho, nem que uma pequena parte de mim faça parte da vida de cada um, mas que faça, e não quero nada em troca por isso, porque na verdade já tenho tudo, minha inspiração, minha arte, minha família e você que está realizando os rascunhos dos meus sonhos!



Um comentário:

  1. Como vai minha querida aluna! Demorei mas passei pelo teu blog. Fico feliz em ver que estás dando asas a imaginação e expressando ideias, saberes e sabores neste particular espaço, que no fim, não é tão particular assim! Um blog é o íntimo coletivo! Realmente, fico muito feliz! Um grande abraço, sucesso.

    ResponderExcluir

Que comece agora. E que seja permanente essa vontade de ir além daquilo que me espera.

Caio Fernando Abreu